Bacalhau SEM natas
Com toque da nutricionista, mas deliciosamente saudável!

1 0
Bacalhau SEM natas

Partilhe na sua rede social:

Or you can just copy and share this url

Ingredientes

Ajustar doses:
500g de bacalhau pronto a cozinhar Riberalves
400g de mandioca
1 couve-flor
450ml bebida de aveia sem adição de açúcar
1 cebola
2 dentes de alho
3 c. sopa de azeite virgem extra
1 c. sopa manteiga ghee
1 pitada de pimenta preta
1 pitada de sal marinho
1 folha de louro
1 pitada de noz moscada
Sumo de 1/2 limão
1-2 c. sopa de levedura nutricional opcional
1 c. sopa sementes de linhaça moídas
4 hastes de salsa fresca
6 azeitonas pretas
Características:
  • Rico em proteína
  • Sem Glúten
  • Sem Ovo
  • Tradicional
Tipo de cozinha:

    Porque é que o bacalhau com natas tem de levar natas? E porque é que as batatas fritas têm de ser fritas?
    Como nutricionista desconstruo receitas tradicionais, torno-as mais saudáveis e igualmente apetitosas!

    • 90 min
    • Serve 4
    • Média

    Ingredientes

    Partilhar

    Experimenta, partilha e segue-me no Instagram @NutricionistaLillian

    #ReceitasdaLillian   #NutricionistaLillian   #AComidaQueVaiMudaraSuaVida

    (Visited 10.311 times, 2 visits today)

    Passos

    1
    Concluído
    10min

    PREPARAR A MANDIOCA

    Descascar a mandioca e, ainda com a ajuda da faca, retirar a camada intermédia fibrosa, logo abaixo da casca.
    Cortar a mandioca em cubos e temperar com pimenta preta, sal e azeite a gosto.

    NOTA: em vez de mandioca podem utilizar batata doce ou, se estão a tentar cortar nos hidratos de carbono, podem sempre substituir a mandioca por cubinhos de curgete e nabo. Fica muito mais leve e com um sabor incrível.

    2
    Concluído
    25 min

    COZINHAR A MANDIOCA

    Depois de temperada a mandioca, distribui-la num recipiente para ir ao forno ou sobre papel vegetal e levar a cozinhar a 180ºC, durante cerca de 20 minutos. Reservar.

    NOTA: para ajudar a cozinhar bem a mandioca, podes dar uma "entaladela" antes de ir ao forno, durante cerca de 5 minutos em água fervente.

    3
    Concluído
    10 min

    COZER O BACALHAU

    Numa panela com água, cozer os lombos de bacalhau prontos a cozinhar durante cerca de 7 minutos.
    Retirar da água, deixar arrefecer, retirar a pele, as espinhas e desfiar em lascas, para um recipiente à parte.

    4
    Concluído
    15 min

    PREPARAR O MOLHO BRANCO

    Lavar a couve flor e separá-la em floretes.
    Numa panela cozinhar a couve flor na bebida vegetal de aveia [em alternativa podes utilizar de arroz ou amêndoa].
    Temperar com manteiga ghee ou um fio de azeite, pimenta preta, noz moscada, gotas de limão e sal a gosto.
    Deixar cozinhar durante cerca de 10 minutos ou o tempo suficiente para que a couve flor fique macia.
    No final, juntar 2-3 c. sopa de água da cozedura do bacalhau e triturar até obter um creme branco sedoso e homogéneo. Acertar temperos e a textura, caso seja necessário.

    5
    Concluído
    10 min

    SALTEAR O BACALHAU

    Numa frigideira, alourar a cebola e os dentes de alho picados com a folha de louro.
    Juntar o bacalhau e mexer.

    6
    Concluído
    5 min

    JUNTAR OS INGREDIENTES

    Adicionar a mandioca assada, o molho branco e envolver.

    7
    Concluído
    15 min

    LEVAR AO FORNO

    Colocar um fio de azeite num recipiente próprio para ir ao forno [por forma a não colar].
    Verter a mistura preparada no recipiente "untado" com azeite, polvilhar com levedura nutricional, linhaça moída e levar ao forno a 180ºC para tostar.

    NOTA: para polvilhar podes utilizar queijo ralado e levar ao forno para gratinar. Se gostares de queijo fica TOP. Se quiseres manter-te "lactose free" então utiliza a levedura nutricional que dá um leve sabor a queijo que combina muito bem.

    8
    Concluído
    5 min

    PRONTO A SERVIR

    Picar salsa fresca e polvilhar antes de servir, juntamente com algumas azeitonas pretas.
    Está pronto a servir.

    Bom Apetite!

    Lillian Barros

    Olá! O meu nome é Lillian Barros, uma canadiana, criada no Algarve, a construir uma família de alfacinhas. Sou nutricionista, mãe de uma pipoca, grávida de um feijãozinho e dona de um labrador em constante dieta. Apaixonada pela minha profissão, neste blog partilho dicas e receitas deliciosamente saudáveis que inspiram os meus pacientes todos os dias.

    anterior
    SALADA DE MANGA VERDE
    próxima
    TABULÉ DE QUINOA PRETA
    anterior
    SALADA DE MANGA VERDE
    próxima
    TABULÉ DE QUINOA PRETA

    2 Comentários Esconder comentários

    Adicione o seu comentário